Lovecraft Anthology

H.P Lovecraft é um de meus pilares na escrita, e suas obras fantásticas inspiraram varias outras mídias conhecidas nesse mundo seleto de gostos estranhos, falamos agora de comics. A prosa gráfica de Lovecraft é agora traduzida para as hq’s me uma nova graphic novel intitulada The Lovecraft Anthology ( A Antologia de Lovecraft), publicada pelo impresso londrino SelfMadeHero.  Em nota para a mídia, o escritor diz: “é parte de sua habilidade gerar essa atmosfera, algo que ele pegou de Edgar Allan Poe. Mas ao contrario de Poe, ele dá uma recompensa visual, algum monstro ou criatura estranha, e é claro que comics prosperam disso”.

A obra é uma adaptação desenhada pelo artista de comics D’Israeli e pelo escritor Ian Edginton. D’Israeli descreve o universo de Cthulhu Mythos, a parte do universo de Lovecraft de onde é baseada a obra, como “a ligação do mundo sobrenatural com a teoria de dimensões mais elevadas propostas pela teoria Quântica”.

A “The Lovecraft Anthology Vol 1” já esta disponível em inglês, e o Vol 2 sai em outubro deste ano.

Direto do http://www.newsarama.com/

Anúncios

O Chamado de Cthulhu, Howard Phillips Lovecraft

O conto mais famoso desse notório escritor da literatura norte americana, no âmbito do horror e do sobrenatural, é o básico para os que procuram iniciar a leitura de suas outras sandices mitológicas.

Vasculhar a imaginação humana em busca de duvidas nunca foi dificil, e esta história faz um belo trabalho, ao nos depararmos com as alternativas do desconhecido e intangivel conhecimento proporcionado pela narração dos fatos.

A vida normal de Francis Wayland Thurston muda, quando o professor de línguas semíticas, George Gammel, morre de maneira estranha, em um cais em Newport, e seu sobrinho nota as suas ultimas pesquisas nos pertences de seu tio-avô, que lhe foram confiados após o óbito, onde ele encontra anotações de seu ultimo trabalho, que envolviam um jovem escultor, seus sonhos com cidades ciclópicas e seres abissais, e sua habilidade em reproduzir o fruto de seus devaneios  noturnos, uma pequena caixa com inscrições antideluvianas em sentido, e a imagem de Cthulhu.

Vários incidentes correlatos aos sonhos do jovem escultor acontecem pelo globo todo, desde Londres até a India, onde pessoas até se matam devido as visões apocalípticas em seus sonhos.

Com o passar das analises dos documentos e das cartas, a conclusão se aproxima cada vez mais, e sua realidade é sem duvida no mínimo discutível para ser exposta ao publico em geral. O horror dos acontecimentos deve ser mantido em silencio, porque nenhuma mente jamais deveria saber o que realmente há, tanto no fundo do oceano, como acima nas estrelas.

É um dos contos de Lovecraft que conseguiu realmente botar algum medo em minha mente após a leitura, saber realmente se exista ou não cultos de adoradores de entidades cósmicas , ou saber se Cthulhu realmente habita no fundo do oceano e só espera o alinhamento certo para acordar, entrando nesse pensamento é pavoroso o resultado.

Como as peças vão se juntando, para formar esse terror mítico, a narrativa em geral, lhe mantém tão dentro do conto, que você realmente acha que na próxima vez que olhar para o mar, vai lembrar da acrópole onde repousa a nefasta e vil criatura.

Aconselho quem for adentrar a uma literatura mais ‘cult’, que comece pelo Chamado de Cthulhu, e leia também os outros contos desse maravilho escritor, que infelizmente teve reconhecimento maior só de maneira póstuma.

Ph’nglui mglw’nafh Cthulhu R’lyeh wgah’nagl fhtagn.

Cthulhu Lives

Reanimator, Howard Phillips Lovecraft

O mestre dos contos de horror, o precursor das mais terríveis lendas e mitos ja tecidos pela mente humana, e também alguem que espero ser minha influência mais forte quando eu for escrever um livro .

Essa história conta como realmente deveriam ser os zumbis, é uma trama muito envolvente, contando a história de um cientisma que quer por que quer reanimar corpos, e seu assistente.

Ao realizar a tarefa de reanimar corpos, um ‘timming’ exato, o corpo deve estar fresco, muito fresco, o que causou uma série de entraves para os nossos cientistas, mas nada que não pudesse ser resolvido.

Roubo de tumbas, assassinatos,  testes em pequenos animais, de tudo foi feito para reanimar os corpos, e até que eles conseguiram, mas no momento de cada sucesso, um fracasso sem igual vinha junto.

Ou a criatura parava nas manchetes do outro dia, ou matava alguem, ou era alguem importante que foi morto, de tudo um pouco.

Os dois descobriram um soro, que ao aplicado em um defunto recente, reanimava algumas de suas funções básicas, mas o livro da a entender que a memória e não foi de todo destituída, mas o senso de humanidade sim, as criaturas sempre deram motivo de serem movidas pela vingança.

Explicarei mais sobre a história, como os nomes, os experimentos e o desfecho em futuros posts ^^.

Doutor Herbert West