Resident Evil 3, Nemesis

Ola a todos, estou postando com mais frequência agora, só falta aperfeiçoar os posts mesmo, enfim, hoje vou falar sobre outra coisa que marcou minha vida,  na área de entretenimento digital, o jogo Resident Evil 3 foi o meu primeiro passo rumo a um mundo sombrio e interessante, de histórias intrincadas e seres que a imaginação tem gosto de dar vida para assombrar a madrugada e os pesadelos.

Jill Valentine é novamentea protagonista da mepreitada da Capcom (invenção até ) do gênero survival horror, dessa vez ela esta em Raccoon City, dominada pelos horrores da Umbrella Corp, os poucos sobreviventes ou são retratados em side quests ou em spinoffs do jogo.

O cidade também é descaradamente usada para testar os B.O.Ws, entre eles Nemesis, o sina da nossa protagonista, e para mim um dos melhores vilões de jogos.

Ele realmente capta toda a palavra vilão, ele sempre esta no lugar onde você menos espera , e sempre atrapalha o seu objetivo, de qualquer maneira.

Mesmo sendo um ‘zumbi’, uma arma biológica ‘controlada’, parece que a cada augúrio “S.T.A.R.S”, o destino do jogo já estava selado

Jill encontra velhos amigos do Bravo Team, o piloto Brad Vickers, ou “Chicken Heart”, como foi carinhosamente apelidado no primeiro livro, Carlos oliveira, uma equipe de resgate da Umbrella e willian Birkin, morto em sua forma de Tyrant contaminado pelo G-Vírus.

O dinâmica do jogo pode ser questionável só hoje em dia, porque pra época era uma inovação, em câmeras, em jogabilidade, até nas CG’s, mas a história, os puzzles, os inimigos e os segredos faziam do desafio um troféu a parte após desvendados os mesmos.

O melhor cenário era a Raccoon Police Departament, e o Cemitério, junto com as mapas da cidade são diversão a parte para explorar e tentar seguir o melhor enredo.

As escolhas quando se encontra Nemesis também são bem interessantes, e alteram os caminhos tomados durante o jogo.

A criação de munição também é algo bem atrativo, juntar os três tipos de pólvora diferente, e os items de cura seguem também a mesma linha.

O jogo realmente é interessante, e extremamente canônico para a série, mais tarde farei uma resenha mais intrincada juntando os elementos do jogo e da Graphic Novel ^^.

Anúncios